Personalidade mais conhecida no Espiritismo

O recorde é de Francisco Cândido Xavier, que desde criança tinha intimidade com o outro mundo

16/05/2007
13063 Acessos
Imprimir
Personalidade mais conhecida no Espiritismo
Foto - Jairo Chagas Oliveira
O RankBrasil homologou, em 2007, Francisco Cândido Xavier, conhecido como Chico Xavier, por ser a Personalidade mais conhecida no Espiritismo.

O recordista nasceu em 20 de abril de 1910, em Pedro Leopoldo – MG. Filho de um casal simples, seu pai era operário e sua mãe, que morreu quando Chico tinha apenas cinco anos, era lavadeira.

Pela dificuldade em criar nove filhos, seu pai o entregou para morar com uma madrinha, que o maltratava muito. Nesses momentos, Chico Xavier se refugiava no fundo do quintal da casa e lá, após fazer suas orações, o recordista encontrava com o espírito de sua mãe, que conversava com ele e lhe dava conselhos.

Ainda menino, Chico Xavier aprendeu a ser calmo e compreensivo. Passado o período de dificuldades, ele já não via mais sua mãe com tanta frequência, mas começou a ter sonhos e levantar durante a noite para conversar com pessoas invisíveis aos outros olhos. No dia seguinte, contava histórias sobre aqueles que já tinham morrido.

Seu pai, não conseguindo compreender o que estava acontecendo, levou o recordista a um vigário, que disse que o menino estava com um demônio no corpo.

Ao conversar novamente com o espírito de sua mãe, triste por não ser compreendido, escutou dela que precisava modificar seus pensamentos, que não deveria ser uma criança indisciplinada, para não ganhar antipatia dos outros.

Deveria aprender a se calar e que, quando se lembrasse de alguma lição ou experiência recebida em sonho, que ficasse em silêncio. E durante sete anos consecutivos, de 1920 a 1927, ele não teve mais qualquer contato com sua mãe. Seguia a religião católica, participando dos ritos.

O início dos trabalhos
Em 1927 sua irmã ficou doente, e um casal de espíritas, reunidos com familiares da doente, realizou a primeira sessão espírita que teve lugar na casa de Chico Xavier. No dia 08 de julho do mesmo ano, Chico Xavier fez a primeira atuação do serviço mediúnico, em público.

Em 05 de janeiro de 1959, ele se mudou para Uberaba - MG, sob a orientação dos Benfeitores Espirituais, iniciando nessa mesma data, as atividades mediúnicas, em reunião pública da Comunhão Espírita Cristã.

O recordista iniciou então, a famosa peregrinação. Seu trabalho sempre consistiu na divulgação doutrinária e em tarefas assistenciais, aliadas ao evangélico serviço do esclarecimento e reconforto pessoal dos que o procuravam.

Mesmo com a saúde debilitada, Chico Xavier continuou a comparecer às reuniões do Grupo Espírita da Prece. No dia 30 de junho de 2002, Chico Xavier faleceu, enquanto os brasileiros comemoravam a conquista de um campeonato mundial de futebol.


Redação: Rejane Rehfeld
Revisão: Fátima Pires