Maior artilheira da história das Olimpíadas

Atacante da Seleção Brasileira Feminina de Futebol já fez 12 gols, ultrapassando a marca da alemã Birgit Prinz. Recorde da atleta é o primeiro do Brasil nos Jogos de Londres

25/07/2012
21671 Acessos
Imprimir
Maior artilheira da história das Olimpíadas
Cristiane Rozeira de Souza Silva, conhecida apenas como Cristiane, é a maior artilheira da história das Olimpíadas. A atacante da Seleção Brasileira Feminina de Futebol já fez 12 gols em três edições da competição.

O título foi obtido em 25 de julho, durante a primeira partida válida pelos Jogos Olímpicos de Londres, em que o Brasil goleou a equipe de Camarões por 5 a 0. Este foi o primeiro recorde brasileiro nas Olimpíadas de 2012.

Substituindo Thais Guedes, a atacante Cristiane entrou apenas no segundo tempo de jogo. A atleta brilhou em campo e mostrou estar recuperada de sua lesão no ombro. Aos 33 minutos, ela fez o quarto gol da partida e o 11° de sua carreira, superando a marca de 10 gols da alemã Birgit Prinz, já aposentada.

Em entrevista concedida logo após a partida, para a imprensa brasileira que está em Londres, Cristiane falou orgulhosa sobre o recorde, revelando grande superação. Segundo ela, pouco antes do torneio precisou parar de treinar por cerca de quatro semanas devido à lesão e quase foi cortada da equipe.

Outros gols em Jogos Olímpicos
Com 27 anos, a recordista entrou para a Seleção Brasileira Feminina de Futebol em 2003. Medalha de prata nas últimas duas edições das Olimpíadas, a atleta fez cinco gols nos Jogos de Atenas, em 2004, e outros cinco em Pequim, no ano de 2008. Em Londres, ela ainda fez o gol da vitória contra a Nova Zelândia.

Carreira
Cristiane nasceu em Osasco – SP, em 15 de maio de 1985, e atualmente defende o clube russo WFC Rossiyanka. No início de sua carreira atuou em pequenos clubes paulistas e depois foi jogar na Alemanha, pelos times FFC Turbine Potsdam e VfL Wolfsburg.

Em 2008, de volta ao Brasil, passou rapidamente pelo Corinthians e então se transferiu para o Chicago Red Stars, dos Estados Unidos. No Santos, teve três passagens, ajudando o clube a ser campeão da Copa Libertadores da América de Futebol Feminino, nos anos de 2009 e 2010.

Pela Seleção Brasileira de Futebol, além da medalha de prata nas Olimpíadas de Atenas e Pequim, Cristiane foi ouro nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, em 2007, e campeã sul-americana, no ano de 2010.

Entre as melhores do mundo
Em 2009, Cristiane foi eleita a segunda melhor jogadora do mundo pela FIFA e nos anos de 2007 e 2008, a terceira melhor. Também do Brasil, Marta é a maior jogadora da história do futebol feminino, nomeada melhor do planeta entre 2006 e 2010.

Futebol feminino nas Olimpíadas
O futebol feminino foi integrado ao programa olímpico somente nos Jogos de Atlanta, em 1996. Já a versão masculina do torneio é realizada desde 1900, antes mesmo da primeira participação do Brasil nas Olimpíadas, que aconteceu em Antuérpia, em 1920.


Fontes: Portal Terra, Revista Veja, Estadão e Wikipédia
Redação: Fátima Pires