Maior número de eleitores da história do Brasil

País possui 140.646.446 pessoas aptas a votar, o que representa aproximadamente 4,8 milhões a mais do que em 2010

02/10/2012
17612 Acessos
Imprimir
Maior número de eleitores da história do Brasil
Nas eleições de 2012, o Brasil teve o maior número de eleitores aptos a votar da história. Foram 140.646.446, cerca de 4,8 milhões a mais do que em 2010, de acordo com o levantamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Deste total, cerca de 138 milhões participaram do pleito municipal do ano passado, do qual não votam os 1.847.896 eleitores do Distrito Federal, os 1.859 de Fernando de Noronha (PE) e os 252.343 eleitores brasileiros que residem no exterior.

Evolução dos eleitores residentes no Brasil
Ano Sexo Quantidade Porcentagem
2008 feminino 67.484.608 51,723 %
  masculino 62.826.325 48,153 %
  não informado 161.143 0,124 %
  total 130.472.076 100 %
       
2010 feminino 70.252.943 51,807 %
  masculino 65.202.645 48,083 %
  não informado 148.453 0,109 %
  total 135.604.041 100 %
       
2012 feminino 72.877.463 51,909 %
  masculino 67.382.594 47,995 %
  não informado 134.046 0,095 %
  total 140.394.103 100 %
O maior colégio eleitoral do país continua sendo o Estado de São Paulo, com 31.253.317 votantes, o que representa mais de um quinto (22,2%) de todos os eleitores brasileiros. Em segundo lugar aparece Minas Gerais, com 15.019.136 pessoas aptas a votar, seguida do Rio de Janeiro, com 11.893.309.

Os menores colégios eleitorais do Brasil são Roraima, com 292.394 votantes, Amapá, com 448.018 e o Estado do Acre, que tem 498.017 eleitores, todos na região Norte. As mulheres continuam representando a maioria (51,909%), com 72.877.463.

Já os homens aptos a votar que residem no país totalizam 67.382.594 para este pleito municipal, o que significa 47,995%. Um total de 134.046, ou seja, 0,095% não informaram o sexo. O primeiro turno das eleições de 2012 ocorre no dia 07 de outubro.

Não votam nestas eleições
Os eleitores do Distrito Federal e da ilha de Fernando de Noronha não participaram da votação: nestas localidades não há prefeitos e nem vereadores. Os brasileiros que residem no exterior também não votarão, uma vez que eles podem escolher somente o presidente da República.


Fontes: TSE e Último Segundo
Redação: Fátima Pires