Primeiro artista nomeado ministro da Cultura

Cantor e compositor exerceu o cargo no Ministério entre os anos de 2003 e 2008, durante o governo do ex-presidente Lula

10/10/2012
17632 Acessos
Imprimir
Primeiro artista nomeado ministro da Cultura
Imagem: divulgação
Gilberto Gil foi o Primeiro artista nomeado ministro da Cultura do Brasil. Cantor, compositor, guitarrista e escritor, exerceu o cargo político de 01 de janeiro de 2003 a 30 de julho de 2008, durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Depois de cinco anos e meio, ele deixou o cargo para voltar a se dedicar com exclusividade ao meio artístico. Formado em Administração de Empresas, o recordista nasceu em Salvador, em 26 de junho de 1942, completando 70 anos em 2012.

Antes de entrar para o Ministério da Cultura, Gilberto Gil foi vereador na Câmara Municipal de sua cidade natal, entre 1989 e 1992, com 11.111 votos, pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Em 1990, filiou-se ao Partido Verde (PV), como membro da Comissão Nacional Executiva.

Sobre sua gestão como ministro, em entrevista recente à Folha UOL, Gilberto Gil disse que no Brasil predominava uma visão muito “eurocentrista e civilizada” sobre a produção cultural: “Em minha gestão procuramos dar atenção ao protagonismo popular e à autogestão”, destacou.

Ministros da Cultura do Brasil
nome profissão início da
gestão
término
1°. José Aparecido
de Oliveira
político 15/03/1985 29/05/1985
2°. Aluísio Pimenta farmacêutico 30/05/1985 13/02/1986
3°. Celso Furtado economista 14/02/1986 28/07/1988
4°. Hugo Napoleão
do Rego Neto
advogado 28/07/1988 19/12/1988
5°. José Aparecido
de Oliveira
político 19/09/1988 14/03/1990
6°. Ipojuca Pontes jornalista e
cineasta
14/03/1990 10/03/1991
7°. Sérgio Paulo
Rouanet
diplomata e
filósofo
10/03/1991 02/10/1992
8°. Antônio Houaiss diplomata e
escritor
02/10/1992 01/09/1993
9°. José Jerônimo
Moscardo de Sousa
diplomata 01/09/1993 09/12/1993
10°. Luiz Roberto do
Nascimento e Silva
advogado 15/12/1993 31/12/1994
11°. Francisco Weffort cientista
político
01/01/1995 31/12/2002
12°. Gilberto Gil artista 01/01/2003 30/07/2008
13°. Juca Ferreira sociólogo 30/07/2008 31/12/2010
14°. Ana de Hollanda artista 03/01/2011 no cargo
Tropicalismo
Junto com Caetano Veloso, Gilberto Gil criou nos anos 60 o Tropicalismo, que agregou a cultura pop aos gêneros nacionais, com críticas severas aos níveis políticos e morais, agitando a opinião pública. O regime militar reprimiu o movimento, resultando na expulsão de Gilberto e Caetano, que receberam exílio em Londres.

Trajetória
Na capital da Inglaterra, o recordista gravou um álbum em inglês, conquistando o público europeu. Ao voltar para o Brasil, começou uma série de discos antológicos nos anos 70, entre eles, ‘Expresso 2222’ e ‘Gil e Jorge’, com Jorge Ben Jor.

Na década de 80, o álbum ‘Realce’, gravado em Los Angeles, nos Estados Unidos, firmou sua opção pela música pop. Com muitos outros sucessos, Gilberto Gil se consolidou como um dos mais importantes compositores do Brasil e um dos maiores nomes da Música Popular Brasileira (MPB), atualmente com 50 anos de carreira e mais de 50 álbuns lançados.

Ritmos e temas
Sua obra musical abrange muitos ritmos, entre eles, bailão, samba, bossa-nova, rock, reggae e afoxé. As composições possuem temas diversos, como realidade e modernidade, desigualdade social, questões raciais, ciência, religião e tantos outros.

Prêmios
Gilberto Gil já recebeu diversas premiações, entre elas, oito vezes o Grammys, o mais prestigioso prêmio da indústria musical internacional, oferecido pela National Academy of Recording Arts and Sciences, dos Estados Unidos.

Software livre
Considerado um artista revolucionário, sempre à frente do seu tempo, o cantor é a favor do software livre e da liberdade digital, defendendo a flexibilização dos direitos autorais. Enquanto ministro, firmou parceria com o selo Creative Commons (organização não governamental voltada a expandir a quantidade de trabalhos criativos disponíveis), tornando mais flexível o uso de obras artísticas.

Canal exclusivo no YouTube
Gilberto Gil foi o primeiro artista brasileiro a ter um canal exclusivo no YouTube, com vídeos e histórico, oferecendo ainda uma música inédita aos fãs do site. O canal entrou no ar em janeiro de 2008.


Fontes: Wikipédia, G1 Música, Band, site oficial de Gilberto Gil, Folha UOL, Blog do YouTube Brasil
Redação: Fátima Pires