Primeiro filme brasileiro em 3D

Dirigida pela cineasta paulistana Mariana Caltabiano, animação que traz cenários paradisíacos do país e fauna variada, custou R$ 3 milhões

22/02/2012
7100 Acessos
Imprimir
Primeiro filme brasileiro em 3D
‘Brasil Animado’ foi o Primeiro filme brasileiro feito com tecnologia 3D, que estreou em 21 de janeiro de 2011. Dirigida pela cineasta paulistana Mariana Caltabiano, a obra custou R$ 3 milhões.

O filme recordista tem duração de 78 minutos e começou a ser gravado no ano de 2008 como um desenho convencional, para ser visualizado em apenas duas dimensões.

Com o boom da terceira dimensão, ‘Brasil Animado’ foi reescrito um ano depois, com cenas específicas para o novo formato tecnológico. Ao todo, a obra cinematográfica demorou três anos para ficar pronta.

Para a captação das imagens, a equipe de produção viajou 40 dias pelo Brasil, carregando um equipamento de 60 quilos, o que muitas vezes dificultou a filmagem.



A tecnologia
Na tecnologia 3D as imagens de duas dimensões são elaboradas de forma a proporcionar a ilusão de terem três dimensões. Para o efeito, utilizam-se duas câmeras comuns que ficam acopladas, com um tubo de espelhos que converte as imagens em uma só.

Além de definir o melhor ângulo e enquadramento, é necessário pensar na profundidade, através de cálculos que medem a separação das câmeras e dos objetos, definindo qual vai saltar para fora e qual vai ficar mais para dentro.

Dificuldades
Entre as dificuldades específicas para a realização do ‘Brasil Animado’ está a filmagem das Cataratas do Iguaçu. Para que elas aparecessem no filme em várias dimensões, as imagens foram captadas quase do seu interior.

O problema é que, as duas câmeras em 3D eram alugadas, avaliadas em aproximadamente R$15 mil cada uma e não poderiam receber sequer pingos d’água.



Sinopse
‘Brasil Animado’ mistura imagens reais, entre cenários paradisíacos e fauna variada, com personagens animados. A história gira em torno dos cães Stress e Relax, que viajam em busca da Mais antiga árvore do país, o grande jequitibá-rosa e acabam descobrindo algo muito maior: o Brasil.

A diretora
Mariana Caltabiano é escritora, diretora e roteirista de desenhos animados. Começou sua carreira como publicitária em 1991, recebendo diversos prêmios. Na área infantil, escreveu vários livros, criou sites e produziu filmes.


Fontes: G1, Terra Tecnologia, Revista Isto É, Wikipédia e Adoro Cinema
Redação: Fátima Pires