Maior área alagável do Brasil

Recorde é do Pantanal, que possui aproximadamente 250 mil quilômetros quadrados, abrangendo os estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, além da Bolívia e Paraguai

30/01/2012
4702 Acessos
Imprimir
Maior área alagável do Brasil
O Pantanal entra para o RankBrasil por possuir a Maior área alagável do país e do mundo com uma extensão territorial de aproximadamente 250 mil quilômetros quadrados, destes, 144.294 quilômetros quadrados em território nacional.

No período de chuva, entre os meses de novembro e abril, a baixa declividade da planície e a dificuldade de escoamento das águas pelo alagamento do solo, são responsáveis por inundações nos locais mais baixos.

Nessa época, o aumento das águas forma baías de centenas de quilômetros quadrados, o que faz a região ter um aspecto de mar interior. O aguaceiro também eleva o nível das baías permanentes, transborda rios e alaga os campos.

Os morros isolados se transformam em ilhas cobertas de vegetação e é nessas áreas que os animais procuram abrigo contra a subida das águas. Durante as chuvas também se torna difícil viajar pelo Pantanal: muitas estradas ficam alagadas e intransitáveis.



Diferentes paisagens
De maio a outubro, que são os meses de seca, a paisagem sofre mudanças radicais. São descobertos campos, bancos de areia, ilhas e os rios retomam seus leitos naturais.

Em alguns locais a água da superfície chega a se tornar escassa. Muitas vezes, para garantir o abastecimento, é necessário recorrer a águas subterrâneas, utilizando bombas manuais ou tocadas por moinhos de vento.

Devido à alternância entre períodos úmidos e secos, a paisagem do Pantanal nunca é a mesma, mudando todos os anos e garantindo a rica biodiversidade da região.

Área abrangente
O Pantanal está situado em sua maior parte no Brasil, abrangendo o Mato Grosso e o Mato Grosso do Sul. Sua área também engloba a Bolívia e o Paraguai.

Patrimônio natural
Resultado da separação do oceano há milhões de anos, o Pantanal é uma das mais valiosas áreas ambientais do mundo. Por sua preciosidade, é considerado pela Unesco como Patrimônio Natural Mundial e Reserva da Biosfera.


Fontes: Planeta Pantanal e Wikipédia
Redação: Fátima Pires